Magaly Prado

Participação do universitário conectado em sala de aula: um estudo sobre aprendizagem ativa

A proposta é tentar compreender o lugar do acesso à informação e a troca de saberes, em tempo real, entre estudantes e professores, especificamente no âmbito da conceituação do uso, debate e consumo veloz de informação entre os alunos que interagem nas redes e na universidade. A categorização e a raspagem de dados dos ambientes digitais frequentados pelos alunos traz a recorrência do que acessam e o que fazem neles como forma de participação ativa em aulas. Como resultado científico a ideia é cruzar reflexões suscitadas pela intersecção tecnologias digitais-educação na aprendizagem significativa – centrada no aluno – (Rogers) trazendo para o campo da comunicação ubíqua (Santaella) e triangular com a teoria do conectivismo (Siemens e Dawnes) – a relação dela com o construtivismo (Piaget) e com a aprendizagem ativa (Bonwell e Eison) – e a teoria ator-rede (Latour e Callon).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s