A expansão social do blockchain — 2020

Sociotramas e PUC-SP lançam livro sobre blockchain e seus efeitos sociais

O grupo de pesquisa Sociotramas, TV PUC-SP e Educ convidam todos e todas para o lançamento online do livro “A Expansão Social do Blockchain”. O evento terá a participação da organizadora da coletânea, Lucia Santaella, e alguns dos autores — entre eles: Kalynka Cruz-Stefani, Magaly Prado, Marcelo de Mattos Salgado e Paulo Silvestre, com mediação de José Luiz Goldfarb.

Participe do lançamento no dia 15 de dezembro de 2020, às 15h, pelo canal da TV PUC no YouTube.

Adquira a versão digital (e-book) nas lojas da Educ, Amazon, Apple, Google Play Livros, Kobo, Wook e Livraria Cultura. E fique de olho: já no primeiro bimestre de 2021, você poderá comprar seu exemplar impresso também no site da Educ.

Sobre o livro, por Lucia Santaella:

“Não pode haver qualquer sombra de dúvida de que estamos vivendo em um mundo que gira em ritmos cada vez mais vertiginosos.

Entre os maiores responsáveis pela aceleração encontram-se as tecnologias, grande parte delas tecnologias da inteligência, que se multiplicam e avançam exponencialmente em conectividades complexas.

Um bom exemplo disso encontra-se no Blockchain. Até 2018, esse nome se limitava a abrigar um pequeno universo de criptomoedas sob o nome de Bitcoin.

Hoje, os especialistas estão seguros de que a tarefa das criptomoedas foi a de abrir as portas para o crescimento do restante da indústria voltada para uma nova forma de internet. Isso não significa que ambos, internet e Blockchain, sejam sinônimos. Portanto, o Blockchain não parece ter vindo para colocar um fim nas festanças das redes sociais, entre outras. Por enquanto, tudo parece indicar que o Blockchain irá empoderar a Web 3.0, ou seja, a inteligência conectiva, com o trunfo da introdução de conexões confiáveis. A par de discorrer sobre o tema de forma didática, este livro coloca em discussão a multiplicidade de facetas do Blockchain na sua expansão pelos mais diferentes setores e atividades da vida social”.

Sobre a organizadora da coletânea:

Lucia Santaella

Professora titular da PUC-SP. É Coordenadora da Pós-graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital. Recebeu os prêmios Jabuti (2002, 2009, 2011 e 2014), o prêmio Sérgio Motta (Líber, 2005) e o prêmio Luiz Beltrão (2010). Organizou 24 livros e, de sua autoria, publicou 51 livros e perto de 500 artigos em livros e revistas especializadas no Brasil e no Exterior.

Sobre os autores que participam do evento de lançamento:

Kalynka Cruz-Stefani
Professora da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal do Pará. Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (PUC-SP). Doutora em Sociologia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/ Paris) et Sorbonne Paris V (onde desenvolveu os três primeiros anos de Doutorado). Desenvolve pesquisa sobre as formas de sociabilidade ciberespaço. Palavras-chave: ciberespaço, cognição, alteridade, afetividade, haters, neo-haters.

Magaly Prado
Pós-doc na ECA-USP. É doutora em Comunicação e Semiótica e mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD), pela PUC-SP. Pós-graduada em Comunicação Jornalística e graduada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, onde lecionou de 2003 a 2015. Foi professora do curso de Jornalismo e do Mestrado Profissional, na ESPM de 2011 a 2016. É autora de Produção de Rádio: um Manual Prático (2006, Campus/Elsevier), Webjornalismo (2011, GEN/LTC), História do Rádio no Brasil (2012, Boa Prosa) Ciberativismo e Noticiário: da mídia torpedista às redes sociais (2015, Alta Books) e coordena a coleção Introdução ao Jornalismo, da Editora Saraiva.

Marcelo de Mattos Salgado
Doutorando pelo TIDD (PUC-SP) e mestre em Comunicação pela Cásper Líbero (2011), participou do Prêmio Compós 2012. Pós-graduado em Comunicação, é jornalista e já foi assessor, analista de Comunicação e professor em graduação e pós-graduação. Estuda o aumento da polarização nas redes digitais desde 2016. Outros interesses: Inteligência Artificial, filosofia, jogos e poesia.

Paulo Silvestre
Consultor e palestrante de mídia, cultura e transformação digital e professor da PUC-SP, Mackenzie, ESPM e Metodista. Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, é um jornalista apaixonado por tecnologia, que está online desde 1987 e trabalha com jornalismo digital desde 1995, quando criou o primeiro site da Folha. Integrou o grupo pioneiro do UOL e ajudou a trazer a AOL ao Brasil. Atuou como executivo de produtos digitais na Abril, no Estadão, na Saraiva, na Microsoft e na Samsung. Em 2016, foi eleito um dos brasileiros mais influentes do LinkedIn, pelo prêmio LinkedIn Top Voices. É jornalista pela Universidade Metodista e possui MBA em Gestão de Negócios pela FIA.

Os demais autores da coletânea são (conheça os perfis dos que integram o Sociotramas aqui):

Patricia Huelsen, Alcely Barroso, Marcelo Graglia e Wilton Brito
Fabio de Paula Assis Junior e Ana Maria Di Grado Hessel
Marcela Cristina Pereira e Dora Kaufman
Maria Collier de Mendonça, Patrícia Fonseca Fanaya e Thiago Mittermayer
Patricia M. F. Coelho e João Mattar
Thaïs Helena Falcão Botelho e Winfried Nöth

Sobre o grupo de pesquisa Sociotramas:

O Sociotramas, criado em 2011, é um grupo de pesquisa dedicado ao estudo das redes sociais digitais e temas circundantes. Nosso grupo reúne pesquisadores de diversas áreas relacionadas às mídias digitais — mas, especialmente, aqueles ligados ao Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP.

Este grupo é liderado pela Professora Dra. Lucia Santaella, coordenadora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP e professora titular da PUC-SP.