Simpósio Internacional “A Vida Secreta dos Objetos”

por Eduardo Weinhardt

VSO2015_1

Foi realizada ontem, 03 de agosto de 2015, a segunda edição do Simpósio Internacional “A Vida Secreta dos Objetos: Ecologias da Mídia”, no Teatro da Universidade Católica de São Paulo (TUCA). O evento, que contou com a participação ativa dos grupos de estudos Sociotramas e Transobjeto, foi organizado pelos professores Erick Felinto (UERJ) e Lucia Santaella (PUC-SP), com apoio da FAPESP e da PUC-SP, convidou pesquisadores nacionais e internacionais para discutir os aspectos materiais e tecnológicos dos processos comunicacionais.

Público no evento

VSO2015_3
Erick Felinto (UERJ), Norval Baitello (PUC-SP), Lisa Gitelman (NYU)

VSO2015_2

A abertura foi realizada pelo professor Norval Baitello (PUC-SP), que seguiu como mediador da primeira mesa, da qual participaram Erick Felinto e Lisa Gitelman (NYU). Felinto deu início às palestras tratando do “renascimento especulativo” no pensamento contemporâneo e de como a noção de “ficção filosófica”, do filósofo Vilém Flusser, já antecipava algumas tendências observadas hoje, assim como segue apontando novos caminhos para os desafios da filosofia. Gitelman, pesquisadora de História da Mídia na Universidade de Nova York falou sobre botânica, horticultura, mídia, privacidade e epistemologias da circulação a partir de um estudo sobre o uso de envelopes no comércio de sementes nos séculos XIX e XX nos Estados Unidos.

Richard Grusin (University of Wisconsin – Milwaukee),
Jussi Parikka(University of Southampton), Marcus Bastos (PUC-SP)

VSO2015_4Com mediação do professor Marcus Bastos (PUC-SP), a segunda mesa contou com a presença de Jussi Parikka e Richard Grusin. Parikka, professor e pesquisador na Winchester School of Art da Universidade de Southampton (Reino Unido) e da Universidade de Turku (Finlândia), retomou a reflexão proposta em seu livro mais recente, A Geology of Media, para falar sobre a materialidade das mídias, tratando das relações entre tecnologias midiáticas e recursos minerais. Já Grusin, diretor do Instituto do Século XXI na Universidade de Wisconsin (EUA), indicou a mediação como um dos temas centrais da contemporaneidade e apresentou o conceito de “Radical Mediation” como uma noção múltipla, de objeto, evento e também processo, que impacta tanto agentes humanos como não-humanos.


Wendy Chun (Brown University), Lucia Santaella (PUC-SP), Elizabeth Saad Corrêa (USP)
VSO2015_5

Wendy Chun abriu a última mesa do simpósio, mediada pela professora Elizabeth Saad Corrêa (USP). Responsável pela cadeira de Modern Culture and Media na Universidade de Brown (EUA), Chun tratou das tensões entre controle e “empoderamento” levantadas pelo uso das novas mídias, apontando como a falta de privacidade e a construção de hábitos fazem parte do funcionamento da rede. Lucia Santaella encerrou o evento com a fala Ecologia das Mídias Amplificada, na qual chamou atenção para a necessidade do desenvolvimento de uma nova onto-epistemologia que dê conta da evolução tecnológica atual e rompa em definitivo com uma visão dualista e dicotômica do mundo.

O Simpósio “A Vida Secreta dos Objetos” foi organizado pela primeira vez em 2012, com edições em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Este ano, o evento também será realizado no Rio de Janeiro, ainda esta semana, nos dias 5 e 6 de agosto, na Casa de Rui Barbosa. Mais informações no site do evento https://vidadosobjetos.wordpress.com/.

____________

Fotografias: Alessandro Mancio de Camargo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s